Nossa história

OBREIROS DE IRAJÁ

O porquê, do nome?

Denominou-se “OBREIROS DE IRAJÁ”; por ser, a 1ª Loja Maçônica fundada na Freguesia de Irajá.

– Ramos, em 16 de Junho de 1930 –

Depois, mudou-se para o bairro de Olaria; e em 20 de Agosto de 1960, sagrou seu Templo, que hoje é o “PALACIO MAÇÔNICO DE OLARIA”

SIGNIFICADO DA PALAVRA “IRAJÁ”

O significado da palavra “IRAJÁ”, é: “O MEL BROTA OU SE PRODUZ”, assim chamado pelos índios “Muduriás”, que habitavam as terras. A palavra IRAJÁ já é tupi-guarani, não dando ênfase a outra qualquer denominação.

Observação:

– Nenhuma referência a respeito à palavra Muduriás, foi encontrada pelo autor. O mais aproximado encontrado foi “Manduriais”, derivado de “Mandurin”, nome dado a uma abelha social meliponídea, que ocorre no Brasil. Produtora de mel de boa qualidade. É também chamada de manduri, mondori e guarapu-miúdo.

Ocorre, que a abelha, o mais reputado operário (OBREIRO) da natureza, símbolo de trabalho em equipe, de disciplina, de lealdade até a morte, e a própria colméia, por extensão, são antigas alegorias maçônicas, MUITÍSSIMO valorizadas no mundo maçônico europeu, em especial anglo-saxônico, e também nos EUA. A abelha é representativa do membro de uma loja, do Irmão, enfim, e a colméia representa a própria loja.

Na localidade onde, no passado, a abelha manduri “produzia o mel”, hoje se produz a doçura das boas e nobres ações dos Maçons da “OBREIROS DE IRAJÁ”.

 

Arrow
Arrow
Shadow
ArrowArrow
Slider